RSS

Tina Turner

Tina Turner (Nutbush, 26 de Novembro de 1939), nome artístico de Anna Mae Bullock, é uma cantora, dançarina, autora e actriz norte-americana, cuja carreira artística estreou há mais de cinquenta anos. Ela é considerada uma diva da música e, também, segundo o canal de televisão americano MTV, uma das mais dinâmicas cantoras da história. Ela tornou-se famosa por explosivas apresentações como membro da banda Ike & Tina Turner durante os anos 60 e 70.
Após a publicação da sua autobiografia, I, Tina (1986), Turner revelou casos graves de maus-tratos contra ela pelo seu então marido, Ike Turner, antes da sua separação em 1976, seguida pelo divórcio em 1978. Depois de praticamente ter desaparecido da cena musical por vários anos após seu divórcio com Ike, ela reconstruiu sua carreira, lançando uma série de sucessos, começando o single "Let's Stay Together" (1983), e o lançamento do seu quinto álbum de estúdio a solo, Private Dancer (1984).
Sua carreira musical levou a vários papéis no cinema, começando com um papel de destaque como The Acid Queen em 1975 no filme Tommy, e uma aparição em Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band (1978). Ela estrelou ao lado do actor Mel Gibson como a Tia Entity em Mad Max Beyond Thunderdome (1985), pelo qual, mais tarde, recebeu o prémio NAACP Image Award de "Melhor Actriz em uma Película", e sua versão do tema do filme, "We Don't Need Another Hero (Thunderdome)" (1985), foi um êxito, tendo alcançado as cinco melhores posições nos Estados Unidos.
Uma das artistas mais populares do mundo, Turner tem sido chamado de a artista de rock do sexo feminino de maior sucesso, e foi nomeada como "uma dos maiores cantores de todos os tempos" pela revista Rolling Stone. As somas combinadas dos seus álbuns e singles dão um resultado de aproximadamente 180 milhões de cópias em todo o mundo.

Ela é conhecida por sua presença enérgica de palco, vocais poderosos, longevidade da carreira, e apelo muito difundido. Em 2008, Turner abandonou a sua semi-reforma para embarcar na digressão Tina!: 50th Anniversary Tour. A digressão tornou-se num dos concertos com o maior número de bilhetes vendido de 2008-2009. Apesar de ter sido criada como uma baptista, ela se converteu ao budismo, e credita os cânticos espirituais como os que der-lhe a força que ela precisava para superar os momentos difíceis. A revista Rolling Stone classificou-a como a sexagésima terceira maior artista de todos os tempos, e considera-a de "Rainha do rock and Roll".Tina afastou-se das grandes turnês após seu último lançamento em 2000, mas manteve as aparições em público e colaborações com faixas em outros álbuns. Em 2001, a rodovia principal do estado de Tennesse entre Brownsville e Nutbush teve seu nome mudado para Tina Turner Highway. Após uma longa retirada de férias em Côte D'Azur, na Riviera Francesa, Tina reapareceu em 2003 à convite de Phil Collins e gravou a canção Great Spirits, para o longa-metragem Irmão Urso dos Estúdios Disney, além de participar de uma sessão de fotos vestida de Cleópatra numa revista francesa.
No ano seguinte, em maio de 2004, Tina reapareceu em público no programa francês Star Academy (no canal Tf1 Voix Fabuleuse) para cantar "Proud Mary" ao lado da estudante vencedora Hoda. Meses depois, em setembro de 2004, lançou a sua ainda mais recente coletânea de sucessos intitulado All The Best em 2 CDs, incluindo raridades e canções inéditas. All The Best foi o seu álbum de maior alcance na Billboard 200 até hoje nos Estados Unidos ("Private Dancer" conseguiu a marca de chegar a #3 na época que foi lançado). O álbum trouxe um novo hit, "Open Arms", que não emplacou na Billboard Hot 100 porem alcançou 16# no Adulto comtemporâneo dos Estados Unidos mas manteve-se por várias semanas no UK Top 25 entre novembro e dezembro de 2004. Dentre as músicas destacam-se mais duas inéditas: Something Special e Complicated Disaster, que foi #10 na França e 20# na Espanha em janeiro de 2005.
Entre os meses de janeiro a agosto de 2005 Tina deu início a uma pequena turnê do álbum All The Best, apresentando-se em diversos programas de televisão da Europa incluindo Áustria, Franca, Suíça, Dinamarca, Alemanha, Holanda e Inglaterra, cujo encerramento deu-se no auditório privado do Charity Ball na cidade de São Petersburgo, Rússia, em novembro. Também recebeu um título honorário como uma das 25 lendas da música no programa Oprah Winfrey - artista afro-americana que quebrou barreiras através de seu trabalho. No natal do mesmo ano Tina foi homenageada pelo Kennedy Center Honors (no John F. Kennedy Center) na categoria Performing Arts em Washington DC, juntando-se a um grupo de artistas lendários contemporâneos como Aretha Franklin, Quincy Jones, Ray Charles, Little Richard e Chuck Berry. Vários artistas prestaram homenagens a Tina naquela noite: Oprah Winfrey, Melissa Etheridge, Queen Latifah, Al Green e Beyoncé Knowles, numa performance magistral de "Proud Mary". Oprah deu início às apresentações com "We Don't Need Another Hero" e disse: "Nós precisamos de mais heroínas como você, Tina. Graças a você tenho orgulho em soletrar que sou M-U-L-H-E-R", e completou: "Tina não apenas sobreviveu, mas triunfou!".
Em fevereiro de 2006 houve o lançamento oficial do filme Crianças Invisíveis em todo o mundo, sob patrocínio da UNICEF, e Tina colaborou com a trilha sonora do filme ao cantar Teach Me Again ao lado da cantora italiana Elisa Toffoli, alcançando a posição #1 no Top 10 da Itália. Em abril, a NRL (National Rugby League), uma das competições esportivas mais populares da Austrália e Nova Zelândia, anunciou que Tina retornaria como a apresentadora da liga do rugby em 2008 por conta da popularidade de uma campanha que Tina promoveu meses antes.
Surgiu uma série de rumores quanto a sua participação no filme "Casino Royale", onde cantaria o tema oficial composto por David Arnold, fato que foi desmentido em agosto com a confirmação do nome de Chris Cornell. Em outubro de 2006, durante uma entrevista para a revista da Billboard, Guy Chambers, produtor de Robbie Williams, revelou que seu próximo projeto seria o álbum de retorno da Tina Turner às paradas de sucesso.
 Durante a festa de lançamento do novo filme de James Bond "Casino Royale" em Zurique, dia 16 de novembro de 2006, Tina confirmou as declarações dizendo que já havia gravado várias novas músicas para o novo álbum ainda sem título previsto. Este será o seu primeiro CD de inéditas em 8 anos. Em maio de 2007, Tina retornou aos palcos para um concerto beneficente no auditório do Cauldwell Children's Charity no Museu de História Natural de Londres. Este foi o seu primeiro mega-show em sete anos. No dia seguinte foi noticiado nos jornais do mundo inteiro o seu retorno aos palcos e a declaração dada para a agência ANSA nos bastidores do show: "A sabedoria vem com a idade, especialmente quando se está no nível em que me encontro. Ainda sinto que tenho algo a mais dentro de mim para oferecer, algo muito especial. Poderei ter 90 ou 100 anos, mas direi, 'tenho isso de especial'".O pianista de jazz Herbie Hancock lançou um novo CD em tributo a sua parceira de longa data, a compositora e cantora Joni Mitchell, intitulado River: The Joni Letters no dia 25 de setembro de 2007, para o qual Tina contribuiu com o seu vocal cantando uma nova versão de "Edith and The Kingpin". No último dia 16 de outubro de 2007, o legendário guitarrista Carlos Santana lançou um álbum de regravações dos seus maiores sucessos intitulado "Últimate Santana", com participação de vários artistas da atualidade e Tina Turner cantando The Game of Love, um grande sucesso na voz de Michelle Branch no verão de 2002.
Em 2008, na Edição de 50 Anos do Grammy Awards, Tina Turner voltou aos olhos do grande público e fez uma apresentação histórica. Cher introduziu a performance, descrevendo-a como sua grande "heroína e amiga". Aos 68 anos, Tina demonstrou muito pique e disposição e muita potência vocal. Interpretou os hits "What's Love Got To Do With It", "Better Be Good To Me" e "Proud Mary", esta última em um dueto com a sua admiradora Beyoncé. Sendo considerada uma das melhores performances da noite. O vídeo da apresentação, em poucas horas no ar, ficou em #4 entre os mais vistos da semana no Youtube. Após sua participação no grammy, houve especulações envolvendo a também cantora Aretha Franklin, a mesma afirma ter ficado magoada com própria Beyoncé e produção do grammy por Beyoncé ter se referido a Tina Turner como 'the queen' título atribuido a cantora. Tina Turner em entrevista a uma rádio americana comentou que Aretha Franklin deveria ter um ego muito grande para pensar que naquela noite ela era a única rainha, e que talvez fosse ' a rainha do soul' e Tina a rainha do 'rock n'roll'. 12 Horas apos o grammy, Tina fez uma performance na Rússia, onde cantou nove de seus grandes sucessos, abrindo o show com Private Dancer, para um público de nove mil pessoas e para o presidente da Rússia.
No dia 26 de abril de 2008, durante gravação do especial para o programa de TV de Oprah Winfrey, Tina Turner revelou que estava de volta com nova turnê, tendo início em 1 de outubro de 2008, na cidade Kansas, Estados Unidos. No final do ano, a turnê já havia rendido cerca de 47,7 milhões de dólares, entrando para o top 10 das turnês que mais arrecadaram naquele ano. Também, no mesmo ano, foi lançado no dia 13 de setembro uma coletânea contendo duas músicas inéditas: I'm Ready e It Would Be A Crime.
Em 12 Setembro de 2010 faleceu a irmã mais velha de Tina Turner, aos 73 anos. O tabloide National Enquired, anunciou o falecimento mas não divulgou as causa da morte de Alline Bullock, segundo o tablóide Tina Turner vôou imediatamente para o Hospital de Los Angeles onde chegou algumas horas antes do falecimento da irmã mais velha, Alline junto a Tina ajudou em algumas composições e na educação dos filhos de Tina durante gravações e nunca perderam contato de fato uma com a outra. Milhares de fãs de Tina Turner enviaram mensagem de 'condolências' a rainha do Rock.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comentários: